Arquivo do autor:Raquel Siqueira

Pesquisa internacional – quais as particularidades do Brasil que devemos destacar para clientes internacionais?

Ao atender clientes clientes internacionais que estão fazendo pesquisas qualitativas no Brasil há uma série de cuidados e pontos de alerta que devemos esclarecer, para que as coisas saiam a contento.

Este é o tema de artigo publicado na QRCA Views – edição Spring 2011 – e escrito por Ana Lucia Mendes, que pode ser acessado aqui:

https://divaoliveiradotcom.files.wordpress.com/2012/08/qra077-brazil-2.pdf

Nesse artigo, há dicas muito interessantes e úteis!

fotos do lançamento do livro Pesquisa de Marketing

Destaques do livro Pesquisa de Marketing – I – Apresentação do Rodney Nascimento

Com o acesso proporcionado pela editora às primeiras páginas do livro Pesquisa de Marketing: guia para a prática de Pesquisa de Mercado (http://issuu.com/cengagebrasil/docs/9788522112081), é possível sentir o tom que eu e a Aurora demos à exposição dos assuntos no livro.

E também conferir a apresentação do livro, escrita pelo nosso amigo, o professor doutor Rodney Nascimento, da Faculdade Casper Libero, onde, além de outras atividades ligadas à graduação e pós graduação, é coordenador do curso de Publicidade e Propaganda.

Nela, além de garantir seu lugarzinho no céu ao nos chamar carinhosamente de “meninas”, o Rodney destaca alguns aspectos importantes, dos quais selecionei dois que gostaria de apontar aqui:

  • o fato de, em nossa trajetória profissional de várias décadas, termos acompanhado muitos sucessos e insucessos de marcas e produtos;
  • o trabalho que está sendo feito na Casper Líbero na área de Etnografia aplicada ao Marketing, com o evento “Encontro de Pesquisa Etnográfica”, que tem sido feito anualmente e já está, em 2012, em sua quarta edição.

Gostei muito da forma como o Rodeny se refere aos “casos de mercado … sejam eles de sucesso ou não”.

É comum as empresas e profissionais se lembrarem e comentarem apenas os casos de marcas e produtos de sucesso.

E, particularmente, gostamos de recordar como a pesquisa de mercado contribuiu para a consolidação de determinados produtos ou marcas hoje bem sucedidos. Praticamente são esquecidos aqueles em que a pesquisa detectou necessidades de transformações radicais para que pudessem sobreviver a momentos difíceis e a ataques da concorrência.

Ao falar dos insucessos, Rodney lembra que muitas vezes em Marketing aprendemos com os erros das nossas marcas e dos concorrentes, tal como ocorre na vida da gente. E que muitas vezes é do estudo dos insucessos que surgem estratégias que fazem com que, reposicionando marcas e produtos, haja um futuro desempenho positivo.

Isso remete ao segundo tema relevante que selecionamos da apresentação do Rodney: a aplicação da Etnografia ao Marketing. Em inúmeros casos, a aplicação de técnicas de observação etnográfica, verificando como o consumo acontece, no local e momento reais, permite ao fabricante observar como seu produto está sendo usado no dia a dia dos consumidores e, com isso, corrigir instruções de uso e a comunicação do produto.

Frequentemente o uso efetivo do produto pelos consumidores ocorre de um modo que poderia ser classificado como “errôneo” segundo os planos traçados na concepção do conceito e do produto – e se isso for ignorado pelo fabricante, as chances de haver problemas são grandes!

A iniciativa dos professores da Casper Líbero de colocar os alunos em contato com as técnicas herdadas da Etnografia realmente pode fazer a diferença na sua formação: além de representar uma tendência importante em termos das modernas técnicas qualitativas de pesquisa, é muito enriquecedor o contato com o consumidor, no momento em que o consumo e uso dos produtos e marcas ocorre.

Da nossa parte, estamos muito satisfeitas em participar como palestrantes no “Encontro de Pesquisa Etnográfica” onde, ao lado de Raquel Siqueira, eu e a Aurora falamos de nossa experiência nessa área e sobre as contribuições ao marekting e ao conhecimento do ser humano de forma geral, possibilitadas pelo uso de técnicas de observação etnográfica.

Netnografia para geração de insights

Vi um artigo interessante sobre Netnografia, em que é explicitado do que se trata, assim como as principais aplicações da “etnografia digital”, em especial na geração de insights:

http://www.dp6.com.br/netnografia-para-geracao-de-insights-em-redes-sociais

O artigo contem links para algumas comunidades virtuais, que ilustram bem como os comentários sobre produtos podem ocorrer nas redes sociais.

Fiquei muito contente em verificar que a autora do artigo, Anna Paula Andrade, foi minha aluna na Especialização da ECA. É muito gratificante ver brilhar uma pessoa cujo desenvolvimento acompanhei.

Parabéns, Anna Paula!

Livro Pesquisa de Marketing – amostra disponível online

A Editora Cengage disponibilizou uma amostra das paginas iniciais do livro Pesquisa de Marketing: guia para a prática de Pesquisa de Mercado, escrito por mim e pela Aurora Yasuda, que estamos lançando no proximo dia 18 de junho.

O link para conferir o conteudo do livro é:

http://issuu.com/cengagebrasil/docs/9788522112081

 

 

Lançamento do livro Pesquisa de Marketing – Guia para a prática de Pesquisa de Mercado

Eu e a Aurora Yasuda estamos lançando esse livro no dia 18 de junho. O lançamento vai ser na livraria da Vila do Shopping Cidade Jardim. O convite para o evento está na minha página do Facebook e também na da  Editora Cengage.

Ele é fruto de dois anos de trabalho, reunindo e sintetizando parte do que aprendemos nesses quase 40 anos de prática de pesquisa de mercado.

É um livro didático e introdutório ao mundo de pesquisa, que esperamos que seja útil pa…ra os novos pesquisadores e interessados no tema e no qual tenhamos alcançado nosso objetivo de apresentar a pesquisa como uma área interessante e atraente.

Vários colegas pesquisadores colaboraram com importantes depoimentos, o que torna o livro e o lançamento especialmente gratificante para nós.

A estrutura didática do livro está calcada em dois pilares: na rotina de implantação dos projetos de pesquisa, fase por fase, (brief, planejamento, execução, implementação dos resultados) e nas várias etapas do processo de desenvolvimento de marcas, produtos, serviços e temas sociais (planejamento estratégico, avaliação do mix e monitoramento do desempenho).

Postarei aqui nos próximos dias algumas das ideias que desenvolvemos no livro, como um “teaser” do lançamento.

Livro Secrets of a Master Moderator, de Naomi Henderson

A pesquisadora de mercado americana Naomi Henderson lançou recentemente o livro Secrets of a Master Moderator.

Ainda não consegui ler o livro, mas pelas credenciais da autora deve ser bem interessante e pertinente: Naomi é uma das mais competentes moderadoras e pesquisadoras qualitativas dos USA. É diretora e fundadora do Riva, renomado instituto de treinamento em pesquisa qualitativa, desde 1982 um verdadeiro modelo nessa área. (http://www.rivainc.com/). Muitos pesquisadores americanos citam como ponto alto em seu CV terem sido treinados no Riva.

Na apresentação do livro há um depoimento de ninguém menos do que Hi Mariampolski, pioneiro autor de livros sobre Pesquisa de Mercado e Etnografia aplicada a marketing. Ele esteve no Brasil como key speaker do Congresso da ABEP em 2010.

Naomi lançou também um blog bastante interessante sobre o livro, com sinopses e resumos de alguns dos aspectos que ela desenvolve: http://secretsofamastermoderator.wordpress.com/

Há possibilidade de comprar o livro através do blog, eu vou encomendar o meu!

Blog do Grupo de Empresas de Pesquisas

Está bombando o blog do Grupo de Empresas de Pesquisas – Cenário Brasileiro de Pesquisas – com noticias, links, artigos e muita coisa interessante.

Vale a pena conferir, são vários os colaboradores e o blog está muito legal.

O link é: http://paper.li/E_de_Pesquisas/1329929643

Blog DMTO é notícia no PMKT News da ABEP

Fui procurada pelo pessoal do PMKT News da ABEP para conversar sobre os motivos que me levaram a criar esse blog e como tem sido a experiência.

A entrevista encontra-se transcrita abaixo, e pode ser acessada em http://www.abep.org/novo/Content.aspx?ContentID=745

Blogs de Pesquisa de Mercado como o PMKT Blog, da ABEP – e DMTO Pesquisa Qualitativa, de Diva Maria Tammaro de Oliveira, convidam profissionais da área a postarem suas opiniões. O PMKT News conversou com Diva para conhecer o objetivo desse trabalho.

PMKT News: Você criou um blog específico para a pesquisa qualitativa. Qual o maior objetivo desse blog?

Diva: O blog, especializado em pesquisa qualitativa, foi criado a partir de algumas necessidades que tenho sentido nos últimos tempos: organizar os aprendizados que venho recolhendo durante os anos de prática de pesquisa; compartilhar com colegas e alunos as novidades da área qualitativa de uma forma crítica (há muito tempo a quali não passava por inovações e crescentes possibilidades); ter um espaço para manifestar e desenvolver aspectos mais teóricos da pesquisa; além de ser uma forma de divulgar meu trabalho atual, focado no ensino, treinamento, supervisão e consultoria.

PMKT News: Quando o blog foi criado?

Diva: O blog é recente e esteve em planejamento desde o final do ano passado, mas foi concretizado e colocado no ar há apenas um mês. 

PMKT News: Como você pretende difundi-lo?

Diva: Minha ideia é difundi-lo no meio de pesquisa através das redes sociais, das entidades que congregam os colegas pesquisadores de mercado e da ABEP. Pretendo usá-lo como complemento e apoio nas minhas aulas e, assim, a divulgação será feita naturalmente entre os alunos, de forma interativa. 

PMKT News: Qual público que você deseja atingir?

Diva: O blog está em desenvolvimento e essa ideia de construção constante é inerente ao próprio conceito do espaço que estou criando. Acredito que a definição do público seja um processo em andamento. Gostaria que o blog fosse útil para os colegas, para meus alunos, para o público universitário, alunos dos cursos de especialização em pesquisa e de outros cursos de curta duração, que ministro. 

PMKT News: Que tipo de materiais e informações você pretende divulgar?

Diva: Informações relevantes para pesquisa, de forma geral, como artigos técnicos interessantes, considerações sobre novas metodologias, oportunidades em congressos ou conferências internacionais e noticias sobre as pessoas. Pretendo ainda divulgar resumos sobre alguns dos assuntos discutidos atualmente, como a pesquisa qualitativa e as perspectivas online; uso das informações coletadas nas redes sociais; novas ferramentas; como fica a ética e privacidade etc. 

PMKT News: Com que frequência você pretende movimentar o blog?

Diva: Imagino que a cada dois dias haja novidades no blog. 

PMKT News: Que troca você almeja obter?

Diva: No momento assistimos a um excesso de informações. Não conseguimos acompanhar tudo que se veicula a respeito dos assuntos que nos interessam. Espero ter um grupo de pessoas que alimentem o blog com ideias interessantes e relevantes na área de qualitativa.

PMKT News: Como está a movimentação do blog?

Diva: Ainda estou muito no inicio, mas estou satisfeita com a movimentação, Fiquei até surpresa com o interesse que essa iniciativa tem despertado. 

PMKT News: Haverá uma interação no blog com alunos universitários?

Diva: Essa ë uma das ideias centrais do blog. Como isso vai acontecer, assim como a interação com os colegas, como a possibilidade de inserção no blog de posts de outras pessoas, ainda está em estudo.

Simplicidade: link postado em outro grupo do Facebook

Alguns dias atras comentei de um grupo de pesquisadores criado no Facebook (que hoje já tem quase 5.000 membros – mais precisamente, 4.889 membros)

Pois bem, hoje fui adicionada a outro grupo, dessa vez de “Inteligencia de Mercado”, ainda com bem menos pessoas inscritas (somente 192, até hoje).

E ali encontrei uma contribuição interessante, da Rose de Almeida: http://www.ted.com/talks/lang/pt-br/david_pogue_says_simplicity_sells.html

Achei interessante e bem humorada a palestra, regada a música e feita por David Pogue, que se apresenta como “palestrante do TED que já foi músico da Broadway”.

Apesar da palestra não ser tão recente (é de 2006), o tema coincide com o que temos hoje encontrado em nossos contatos com as pessoas que pesquisamos: a saturação da tecnologia, a apologia do simples.